Dr. House e bibliotecários médicos

Dr. House

Comecei a assistir Dr. House faz pouco tempo. Nunca achei que fosse me tanto interessar pela série, mas acabei gostando!
Ontem, em especial, passou um episódio que me fez pensar em como um bibliotecário pode atuar dentro de hospitais, e mais um exemplo de que bibliotecário não trabalha apenas na biblioteca.
A-ha!
Bom, o episódio em questão foi o número 19, da primeira temporada: Crianças (ou no original: Kids), em que

“Durante uma epidemia de meningite que se espalha por toda a clínica, House se concentra em um único paciente: uma menina de 12 anos, cujos sintomas não se parecem com os de nenhum outro doente.”

Fonte: http://uc.globo.com/house/Episodios/Kids.shtml

Neste episódio, House manda Chase pesquisar todas as doenças que tenham como sintoma dores no pescoço. Missão impossível! Mas o pobre e incrédulo Chase começa a pesquisa, de A a Z.
E então, descubro que o hospital em que eles trabalham não possui biblioteca, ou bibliotecário que auxilie neste tipo de trabalho. Ou simplesmente o House ignora que exista algum centro de documentação ou biblioteca no hospital.

Mas não apenas isto, em todos os episódios que assisti até agora (e confesso que foram poucos) observei que a equipe médica de House começa a tratar os pacientes e listam todos os sintomas que apresentam e as reações que acontece com a administração dos remédios. A partir das evidências colhidas, a equipe tenta descobrir qual é a terrível doença incomum que o sujeito tem.
E é aí que o bibliotecário poderia auxiliar na busca e recuperação de informações.
Afinal, é isso que o bibliotecário tem que fazer de melhor: encontrar a informação certa para o usuário certo.

Não sei se estou viajando, mas acredito que não. Talvez esteja sendo superficial… mas não entendo muito da área médica hehe
Agora tenho mais um exemplo de local em que o bibliotecário pode atuar, sem contar as tradicionais bibliotecas, centros de documentação e etc.
Aqui na faculdade não temos nada específico para a área médica dentro da Biblioteconomia, infelizmente.
Mas, para quem quiser ler mais sobre o assunto, recomendo os seguintes artigos:

AZEVEDO, Alexander Willian; BERAQUET, Vera Silvia Marão. Formação e competência informacional do bibliotecário médico brasileiro. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 7, n. 2, p. 199-218, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://www.sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/sbu_rci/article/view/448>. Acesso em: 03 nov. 2010.

SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. A atuação do bibliotecário médico e sua interação com os profissionais da saúde para busca e seleção de informação especializada. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 3, n. 1, p. 131-151, jul./dez. 2005. Disponível em: <http://www.sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/sbu_rci/article/view/326>. Acesso em: 03 nov. 2010.

CIOL, Renata; BERAQUET, Vera Silvia Marão. Evidência e informação: desafios da Medicina para a próxima década. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 14, n. 3, p. 221-230, 2009. Disponível em: <http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/775>. Acesso em: 03 nov. 2010.

http://www.sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/sbu_rci/article/view/326

Anúncios

3 Comments

    1. Dr. House e Bibliotecários médicos

      Bom dia,

      Com certeza o Bibliotecário tem inúmeras possibilidades, princilmente na área da Saúde. Este nopva vertente que não é nova iniciou em 1992 no nicho médico é chamado de MBE (Medicina Baseada em Evidências). Meu TCC teve como tema A atuação do bibliotecário em MBE. Além de ser fã da série Dr. House.

      Ainda não trabalho como Bibliotecária Médica, pois me formei em junho deste ano, mas tenho grandes expectativas e sei que o campo esta cheio e precisa de colhedores. Eu sou uma.

      Adorei este post. Parabéns por divulgar está área que ainda necessita de muitos bibliotecários.

      Por favor, gostaria de ter acesso as duas referencias abaixo, pois não tive exito com o endereço postado.

      AZEVEDO, Alexander Willian; BERAQUET, Vera Silvia Marão. Formação e competência informacional do bibliotecário médico brasileiro. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 7, n. 2, p. 199-218, jan./jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2010.

      SILVA, Fabiano Couto Corrêa da. A atuação do bibliotecário médico e sua interação com os profissionais da saúde para busca e seleção de informação especializada. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 3, n. 1, p. 131-151, jul./dez. 2005. Disponível em: . Acesso em: 03 nov. 2010.

      Desde já agradeço a atenção,

      Abços,

      Ana Lucia Aguiar
      Bibliotecário
      Rio de Janeiro/ RJ
      email: analua_aguiar@yahoo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s